quarta-feira, 20 de maio de 2009

O Vereador Albertinho visita Baixada Campista.

O Vereador Albertinho visitou dia 19/05/2009, em companhia do Secretário de Obras David Loureiro e o Secretário de Agricultura Nelson Daumas a Baixada Campista, fazendo uma grande vistoria nos canais de nossa baixada, que se encontram completamente obstruidos por falta de limpeza, impossibilitando assim, a livre passagem da água, fazendo com que os mesmos transbordem nos períodos de grandes chuvas, trazendo grandes transtornos e prejuizos para os produtores rurais daquela localidade, como também pontes de madeira em péssimo estado de conservação, colocando em risco, inclusive, os que ali trafegam.

4 comentários:

tatiana disse...

AGRADEÇO O ESPAÇO PARA PODER EXPOR UMA INDIGUINAÇÃO QUE SE PASSA COM UM GRUPO DE APROXIMADAMENTE 350 ESTATUTÁRIOS DENOMINADOS AUXILIARES DE VIGILÂNCIA QUE COMPÕE O EFETIVO DA GUARDA CIVIL MUNICIPAL E QUE NEM OS ORGÃOS COMPETENTES E A SOCIEDADE CONHECE OU SABE A DIFERENÇA ENTRE ELES E OS GUARDAS.

ACREDITO EU QUE O QUE ESTA FALTANDO É UM POUCO MAIS DE INFORMAÇÃO.POIS OS PRÓPRIOS NÚMEROS DO EFETIVO DA GUARDA DIZEM TUDO SE ANALIZARMOS:

_A QUANTIDADE DE GUARDAS;

_A QUANTIDADE DE AUXILIARES QUE NÃO PODEM EXERCER A FUNÇÃO DE GUARDA E NÃO TEM SEUS DIREITOS ADQUIRIDOS;

_GUARDAS COM IDADE OU ACIMA DA IDADE DE SE APOSENTAR ESPERANDO O TÃO SONHADO PLANO DE CARGO;

_GUARDAS SEDIDOS.

AI SOBRA A VERDADEIRA GUARDA CIVIL MUNICIPAL QUE TEMOS.

SERÁ QUE O VERDADEIRO PATRÃO DELES, OU SEJA A POPULAÇÃO, SABE DISSO?

TALVES ELA FICARIA ABSMADA COM O GRANDE EFETIVO DA GUARDA QUE TEMOS VIRTUALMENTE DE 936 QUE PELO CADASTRO PASSADO A NOVA ADMINISTRAÇÃO PELO GOVERNO ANTERIOR QUE CONTAVA NESSE EFETIVO AGENTE DE SERVIÇOS GERAIS, ASSISTENTE ADMINISTRATIVO II, AGENTE DE SERVIÇOS GERAIS III,FISCAL DE URBANISMO, ESTATUTÁRIOS QUE NÃO SÃO GUARDAS.

É AI QUE O AUXILIAR DE VIGILÂNCIA É USADO COMO GENÉRICO, DUBLÊ E MÃO DE OBRA BARATA, POIS O SALARIO É DE 53% EM RELAÇÃO A DO GUARDA MUNICIPAL, NÃO GANHAM RISCO DE VIDA OU INSALUBRIDADE E SÃO EXPOSTO EM HOSPITAIS E POSTOS INSALUBRES SEM RESPALDO E VÃO PARA O OSTENSIVO SEM RISCO DE VIDA COMO FAROL DE SÃO TOMÉ NO VERÃO, EXPOSIÇÃO AGROPECUÁRIA, BIENAL, EVENTOS EM GERAL.

SEM CONTAR O PRECONCEITO E A INDIFERENÇA QUE SOFREM POR PESSOA DO ORGÃO QUE POSSUEM UMA ÍNDOLE INDIVIDUALISTA, MALICIOSA, HIERÁRQUICA E PEJORATIVA.

Fábio Pereira da Silva disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fábio Pereira da Silva disse...

Albertinho, a situação da escola pública em Campos não está boa. O que o vereador tem feito? Discutir com professor não resolve. Nomear diretora sem plano de ação também não surtiu efeito. Se me permitir, gostaria de sugerir que lute por uma escola pública de qualidade em todo o município de Campos apresentando projetos com essa finalidade. Acredito que para uma escola pública ser de qualidade seria interessante que as leis pudessem contemplar plano de carreira, doutoramento, escola integral, inclusão digital e equipagem da escola com materiais concretos e mutimídia que sejam recursos didáticos para melhoria do ensino. Não estou pedindo favor, só quero poder me sentir realizado na profissão que estudei. Hoje em dia as nossas crianças são bombardeadas por esse mundo digital, isso torna o desafio de ensinar muito além do que um quadro negro possa executar. Quando digo isso, é porque acredito que a melhora maneira de aprender a fazer é fazendo. Mas para fazer temos que estimular nossos alunos, que normalmente suas experiências prévias a escola já são tão sofridas, traumáticas e/ou sem pespectivas. Acho que a escola poderia ser o estimulador de uma nova vida para nossas crianças. Mas somente o professor falando não adianta muito. As crianças precisam de cores em sua vida. Beleza gera felicidade. Uma escola bem estruturada, com funcionários suficientes para manter a escola estruturada, cores vibrantes, materiais didáticos diversos não apenas um livro para cada 3 alunos durante a aula e nao poder levar pra casa pois se divide com o turno da manha. 1.001 problemas !!!!

Fábio Pereira da Silva disse...

*perspectiva, ok?